Contatos

Tulio Bambino
tel:(21)8761-9423
e-mail: thulium89@ibest.com.br, thulium89@oi.com.br
MSN: hound_dogsinc@hotmail.com
skype: tulio.bambino
Meus filmes no Youtube
Músicas e sons On-Line
Curriculum no Tela Brasileira

Teasers do Algolagnia no YouTube

Loading...

TCC Series Web Only_ROADTrip Experiments

Loading...

Música do Extermínio OnLine, Fotos e Recordações

sexta-feira, 10 de agosto de 2007

Para quem odeia o cinema brasileiro

Esta é uma resposta minha a uma discussão eterna q rola em uma lista de roteiros. Existe um grupo que odeia o cinema brasileiro e se acaba e descer o porrete tod dia no nanico.

--------------

OK Fulano et all vc já deixou mais do q claro q odeia filme brasileiro, diga-me uma solução?

Sim, pq vc tem q ter uma, vc e quem mais esta fazendo graça em dizer q filme brasileiro é isso e aquilo estão escrevendo em uma lista de roteiristas de CINEMA, tv e teatro.

Então ou vc tem uma série de roteiros que derramam drama, qualidade, emoção e lucro certo para quem quiser investir, ou vc odeia cinema brasileiro e não vai perder tempo fazendo algo ligado a este mundo falido. Isso aqui é uma lista de roteiristas e não de críticos, mesmo se o fosse o monotema e a monoresposta já teria dado seu recado a muito tempo.

Qual é a solução? Quais são os caminhos que vc e quem mais odeia tanto assim o cinema brasileiro apontam? Nada no cinema brasileiro salva?

Ao contrario de vcs eu vejo a necessidade de produtos nacionais sim e a maioria dos nossos filmes de baixo orçamento possuem valências muito boas sim. Acredito que as componentes de sufoco economico e baixa cultura de nossa população como elementos para nossas mazelas na sétima arte.

Quem não vê beleza em Vidas Secas de um Nelson Pereira dos Santos não pode discutir cultura brasileira, um filme de releitura como Cinema, Aspirinas e Urubús me deu muito prazer em ver, já vi até críticas ao nome aqui, a maioria tem síndrome que Paulo Emílio já identificou faz muito tempo, temos pudor de nossa pobreza e não assumimos nosso terceiro mundo.

Não é possivel essa conversa interminável sem encabeçamento de soluções, nunca fui poliana, mas caramba há que ver coisas positivas tbem, senão estão todos loucos e megalomanos, acreditando serem os detentores do início de algo que é centenário já; Cinema brasileiro tem história e produções ao longo deste tempo que são obras primas universais e outras puramente locais, possuem produtos q se destinam a comunicar e outras para pensar. Como em todo lote também tem seus defeitos, Hollywood os tem (Fogueira das Vaidades e Ishtar são exemplos clássicos de como as coisas podem dar eerrado mesmo achando q se esta juntando tudo certo).

Eu quero fazer Audio Visual no Brasil, eu estou fazendo. Eu acredito que todos precisamos desta manifestação de cultura e reafirmação de identidade de povo, de gente e de indivíduo. Faço por acreditar q posso somar há algo que já existe, que está acontecendo. Divergências, erros e omissões, onde não existe isso? Vamos criticar, vamos baixar o sarrafo, mas e diante do espelho o que vc tem falado para a sua imagem refletida?

Quem produz cultura é necessário ter um mínimo de afeto pelo que já existe, pois cultura é soma espaço-temporal, é soma de lugares, tempo... memórias e projeções.

Batamos palmas para o 007 e o Mazaropi, John Ford e Sganzerla. Não é fácil, precisa de exercício, de estudo e de generosidade. Quem pensa e escreve deveria exercer isso, pelo menos um pouquinho.

Nenhum comentário: